Search
Thursday 8 December 2016
  • :
  • :
Dicas de moda, roupas, musculação, informática, passagens, promoções e muito mais               

Cuidados com suas orquídeas

orquideas

Se você dispõe de espaço seria ótima opção construir um viveiro para suas orquídeas. Desta forma, ficaria mais simples controlar aspectos da higienização do local, a umidade, etc. Nem precisa ser nada muito caro ou complexo. Uma tela sombrite (50%) a uns 2,5 metros do chão para cobrir uma ou mais bancadas de madeira, concreto ou metal; com cerca de 1,5 m de largura e 1 m de altura (com o comprimento que você desejar).

Nesse espaço evite pendurar outras espécies de flores sobre as orquídeas. Já que parasitas podem ser carregados pela água que escorrer delas e contaminar as flores. Pelos mesmos motivos, evite colocar as plantas muito juntas. Sempre é bom permitir a circulação de ar para uma ventilação correta pelos vasos. Assinale sempre o nome da planta, a data da compra (para controlar os replantios que são feitos a cada dois anos) e demais dados que você ache importante.

É fundamental que elas recebam luz da manhã ou do final da tarde. Sem que, no entanto, recebam sol direto. Se estiver cuidando das orquídeas num apartamento, evite deixá-las em frente de janelas descortinadas. Controle a luminosidade de acordo com a espécie das orquídeas que planta. Se as flores estiverem amareladas, elas recebem luz demais; se estiverem com um tom verde sem vida, receberam luz de menos.

O maior problema no cultivo das orquídeas é a temperatura do ambiente. Como a maioria delas provém de temperaturas entre 15 e 25 graus Celsius, criá-las em locais muito quentes sempre exigirá gastos adicionais com a climatização do ambiente. Mas, para esses casos, você pode cultivar as orquídeasprovenientes de regiões tropicais e que suportem temperaturas mais elevadas.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *