Search
Tuesday 6 December 2016
  • :
  • :
Dicas de moda, roupas, musculação, informática, passagens, promoções e muito mais               

Mama Acessória ou Axilar Que é, Sintomas, Tratamento, Cirurgia

tudo-sobre-mama-acessória-o-que-é-A mama acessória é quando a mulher tem excesso de tecido mamário no corpo, podendo ser maior ou menor e estar próximo aos seios, na linha mamária, região hemiclavicular, na parte frontal do tronco, desde as axilas até o umbigo. Elas se localizam com mais freqüência na região das axilas, sendo denominada também como mama axilar.

O mama acessória é uma saliência leve ou mais acentuada, que pode ser unilateral ou bilateral e costumam incomodar mais no período menstrual ou na gravidez. Veja abaixo tudo sobre mama acessória.

Um incômodo acompanhado de dor e uma saliência ou gordurinha a mais pode ser sinal de mama acessória. Normalmente é no período menstrual que a moça percebe que tem algo errado naquele lugar, pois vai sentir uma leve dor e perceber um aumento dela, como se fosse um incômodo nas mamas muito comum na época.

Mais freqüente do que parece, as mamas acessórias podem surgir na adolescência, por fatores hormonais, o que possibilita o aparecimento de uma ou mais mamas no corpo. Elas são mais evidentes quando acontece um aumento de peso e ficam esteticamente desconfortáveis. Uma consulta com um médico ginecologista pode dar o diagnóstico correto após o relato dos sintomas, podendo ser ou não a mama acessória. Conforme a dimensão do problema é feita ou não uma cirurgia reparadora para evitar futuras complicações.

Tratamento da mama acessória
Segundo médicos especialistas em casos leve do problema, a dica é acompanhar somente o desenvolvimento com o passar do tempo, evitando doenças mais graves, já que pode abrigar patologia maligna. Quando ela é visível, incomoda esteticamente, podendo ser também um problema sério ao engravidar, o que torna necessário fazer uma cirurgia para a retirada delas.

Cirurgia da mama axilar ou acessória
Não existe um tratamento além da cirurgia, o procedimento é simples, onde é feita uma pequena incisão para a retirada da glândula, com anestesia local e sedação, ou anestesia geral, dependendo das dimensões do problema. Em casos simples, a cirurgia pode levar de 40 minutos à uma hora e meia de duração e após 5 horas em média a paciente é liberada, seguindo recomendações médicas do pós-operatório, que envolve curativos e compressas.

Quando temos uma mama axilar, é feita a incisão na prega axilar e é retirado o tecido mamário, ficando somente uma leve cicatriz, que devido ao local, pode passar despercebida. O médico especialista no tratamento é um cirurgião plástico ou um senologista.

A perda de peso ou uma lipoaspiração são aliadas no tratamento. A recuperação é rápida, levando em média duas semanas para tudo voltar ao normal, tendo cuidado ao movimentar os braços, visto que o corte e pontos podem ser afetados pelo movimento, dormir de bruços por em média um mês e não pegar peso são outras recomendações pós cirurgicas.

Mama acessória na gravidez
A mama acessória em mulheres gestantes vai ficar mais saliente, e no período da amamentação podem trazer problemas sérios, sendo necessária inclusive internação. O que acontece é que elas vão produzir leite materno como os seios, e não havendo ligação com as mamas, o leite não tem por onde sair, podendo empedrar e inflamar a região.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *