Search
Saturday 10 December 2016
  • :
  • :
Dicas de moda, roupas, musculação, informática, passagens, promoções e muito mais               

Vitaminas para dar energia ao treino

vitamina pós e pre treino

Há frutas que favorecem o treino, há frutas que prejudicam o treino. Há frutas para antes do exercício, e outras para depois da prática.

“O corpo precisa da frutose (açúcar da fruta) para treinar. É melhor optar por alimentos de rápida absorção antes de malhar”, recomenda o médico do esporte Ricardo Munir Nahas, diretor científico da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.

Laranja com frutas vermelhas. Essa é a recomendação do médico, seja qual for a atividade física praticada. “É uma combinação interessante porque as frutas vermelhas são ricas em vitaminas do complexo B”, explica. Tais vitaminas beneficiam o sistema nervoso e são fontes de energia para exercícios de longa duração.

As frutas cítricas, de modo geral, têm a vantagem de serem ricas em vitamina C, que combate a ação dos radicais livres. “Isso evita a oxidação, processo acelerado pela atividade física”, esclarece o nutricionista Leonardo Rocha, especialista em nutrição esportiva. Ao ingerir frutas com vitamina C, a pessoa já prepara o organismo antes do treino para uma recuperação rápida.

Kiwi com tangerina. Combinação bastante cítrica, recomendada pelo nutricionista esportivo, as frutas são ricas sais eletrolíticos. “Eles são importantes para a hidratação em exercícios de longa duração”, afirma Rocha.

Praticantes de corrida, especialmente aqueles que treinam para maratonas, sofrem perdas acentuadas de sais minerais que prejudicam o desempenho em treinos e competições. “Kiwi e tangerina têm sódio e potássio”, aponta o nutricionista.

O potássio também desempenha papel importante no equilíbrio hídrico do organismo e favorece a transmissão de impulsos pelo sistema nervoso, necessários ao desempenho muscular no treino.

Abacate e açaí. Além das frutas não combinarem, elas jamais devem ser ingeridas no pré-treino, período composto por até uma hora antes da malhação. “Essas frutas têm alto teor de gordura, não caem bem”, avalia Guilherme da Matta, nutricionista esportivo.

Mesmo as frutas que fazem bem, elas não devem ser ingeridas em excesso. O ideal é consumi-las cerca de 30 minutos antes e não passar de 350 ml. “Para este fim elas devem ser ingeridas sem o bagaço que, embora saudável, ele torna mais lenta a absorção do alimento”, afirma Nahas.

Melancia e abacaxi. A combinação ajuda na recuperação do organismo após o treino, segundo Rocha. “São frutas de índice glicêmico alto e com bom potencial de hidratação”, explica.

Além da perda de líquidos, a atividade física promove uma perda acelerada de glicose. “Se a pessoa não restabelecer um nível bom de glicose rapidamente, ela corre o risco de sofrer perda muscular”, adverte.

Isso aconteceria porque, sem a glicose como fonte de energia, o corpo busca fontes alternativas para se recuperar. A primeira opção acaba sendo a massa muscular.

“As frutas de índice glicêmico alto revertem eventuais casos de hipoglicemia pós-treino. Isso é especialmente importante para quem faz musculação”, comenta.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *